Beatles

UM DOS MAIORES ERROS DA HISTÓRIA DA MÚSICA

Um dos maiores erros da história da músicaEm 1962, Dick Rowe, principal executivo da gravadora britânica Decca, cometeu um dos maiores erros da história da música: recusou assinar contrato com os Beatles, mesmo depois de ouvir uma apresentação de uma hora, agendada por Brian Epstein, empresário do grupo.

Tempos depois, Dick Rowe acertou ao assinar com os Rolling Stones, The Animals, The Zombies, dentre outros nomes. Mas sua mancada jamais será esquecida.

PAUL McCARTNEY MORREU?

Paul McCartney morreu?Em setembro de 1969, surgiram boatos na mídia internacional sobre a morte de Paul McCartney.

Supostamente, ele teria morrido num acidente de carro na Escócia no dia 9 de novembro de 1966, e que um sósia havia assumido seu lugar nas apresentações públicas.

O fato é que Paul e sua então namorada Jane Asher estavam viajando na ocasião.

BEATLES SEM RINGO STARR

Beatles sem Ringo StarrEm agosto de 1968, durante as gravações do “White Album”, as brigas entre os Beatles eram tãos constantes, que Ringo Starr abandonou os estúdios por não suportar tanta pressão.

Sua ausência foi mantida em sigilo, e ele voltou às gravações no dia 3 de setembro. Enquanto estava fora, a música “Back In the USSR” foi gravada com Paul McCartney na bateria e John Lennon no baixo.

MICHAEL JACKSON E BEATLES MUDAM PARADA BILLBOARD

Michael Jackson e Beatles mudam parada BillboardA Billboard anunciou que vai mudar as regras de sua parada de sucessos, a mais famosa do mundo, após enfrentar críticas por ignorar as vendas dos álbuns de Michael Jackson e dos Beatles.

No final de outubro, a Forbes informou que Michael já havia faturado US$ 90 milhões em vendas de discos e royalties, mas para quem acompanhou as paradas oficiais, essa informação passou despercebida.

Durante seis semanas, a coletânea de sucessos “Number Ones” foi o álbum mais vendido nos Estados Unidos. Apesar disso, o disco não aparecia na lista Billboard 200, pois se tratava de um disco lançado há mais de 18 meses.

Pelas novas regras, tanto a coletânea de Michael Jackson quanto vários álbuns dos Beatles relançados em masterização digital iriam direto para a prestigiada lista da Billboard.

A partir de agora, lançamentos especiais de clássicos como as coletâneas “Number Ones”, de Michael Jackson, “Abbey Road” dos Beatles e “Unforgetable Fire”, do U2 devem figurar mais no ranking. “As gravadoras vão explorar seus catálogos de maneira cada vez mais criativa”, diz Silvio Pietroluongo, diretor de paradas da Billboard.

Fonte: Época Negócios

OS BEATLES VOLTARAM?

KlaatuEssa era a pergunta feita entre 1976 e 1977 ao se ouvir pela primeira vez as músicas do desconhecido grupo chamado Klaatu. A semelhança com os Beatles era tanta, que todos pensaram que a banda de Liverpool estava de volta, disfarçada com outro nome. Até a crítica especializada ficou em dúvida.

Emissoras de rádio americanas também comentavam a semelhança e fizeram pesquisas para saber a opinião dos ouvintes. Criou-se um mistério e era cada vez maior a espectativa de que os Beatles haviam voltado.

Sempre que uma música do Klaatu tocava, os Beatlemaníacos grudavam o ouvido no rádio e prestavam atenção em cada detalhe, desde os vocais até em possíveis mensagens nas letras. As capas dos discos do Klaatu eram examinadas minuciosamente para encontrar algum indício que confirmasse ser os Beatles.

Só no final de 1977, a Capitol Records revelou o segredo: o Klaatu era mesmo o Klaatu. Na verdade, era um trio de ilustres desconhecidos canadenses. O que para a gravadora parecia ser uma grande jogada de marketing, acabou “enterrando” o grupo. O público se decepcionou e, a partir de então, todos os discos do Klaatu encalharam.

Em 1978, o álbum Sir Army Suit, trazia a única música do grupo a tocar nas rádios brasileiras: Dear Christine.

A imitação foi tão marcante, que o Klaatu não conseguiu criar uma identidade própria. O grupo se arrastou até 1981, quando se desfez.