Dance

ESQUECENDO O PASSADO: BRYAN ADAMS – LET ME TAKE YOU DANCING

Bryan Adams: esquecendo o passadoA primeira música gravada por Bryan Adams foi “Let Me Take You Dancing”, em 1978, quando tinha 18 anos. De acordo com Jim Vallance, co-autor da música, na época Bryan Adams ainda não havia “encontrado” sua voz.

Ainda segundo Jim Vallance, “Let Me Take You Dancing” foi lançada originalmente em compacto no Canadá, país em que Bryan Adams nasceu, conseguindo tocar em algumas rádios locais.

O DJ John Luongo, de Nova Iorque, foi convidado para remixá-la, visando ao lançamento no mercado norte-americano de “Disco Mixes”. John Luongo já havia feito remixagens para K.C. & the Sunshine Band, The Jacksons, entre outros.

O remix de “Let Me Take You Dancing” chegou ao 1º lugar nas discotecas e vendeu muito bem. Mas havia um “pequeno” problema: Bryan Adams ficou decepcionado com a aceleração feita em seus vocais, sem autorização. John Luongo justificou, dizendo que a tal aceleração foi necessária para que o remix tivesse mais ritmo e para ajustar o pitch.

Até hoje Bryan Adams se recusa a colocar “Let Me Take You Dancing” em suas compilações de sucessos. Afinal, ele a detesta e quer esquecê-la. Entretanto, não pode negar que a música se tornou um clássico das discotecas. A versão remix é encontrada somente em vinil usado, já que pelo menos até agora não foi lançada oficialmente em CD.

A partir dos anos 80, Bryan Adams seguiu uma carreira bem-sucedida, gravando rock melódico e baladas românticas. Muitos de seus fãs, no entanto, não conhecem o confuso início de sua carreira.

CLÁSSICOS DAS PISTAS NOS ANOS 70: VOYAGE

Voyage

Grupo que marcou a era Disco, o Voyage foi um projeto francês produzido por Marc Chantereau. A vocalista principal foi Sylvia Mason.

Formado em 1978, emplacou logo no disco de estréia as músicas “From East To West”, “Scotch Machine/Bayou Village” e “Lady America”. Na Inglaterra, país onde o grupo fez mais sucesso, o segundo álbum, chamado Fly Away, foi lançado também em 1978, trazendo “Souvenirs”, um dos maiores clássicos das pistas, além do hit “Let’s Fly Away”. Nos Estados Unidos, este disco só foi lançado em 1979.

O álbum lançado em 1980 não contou com Sylvia Mason, que se afastou dos vocais. Esse álbum foi lançado no Brasil pela Som Livre, emplacando as músicas “I Love Your Dancer” e “I Don’t Want To Fall In Love Again”.

Em 1983, o Voyage parecia estar voltando aos bons tempos com o álbum One Step Higher. Sylvia Mason reassumiu os vocais e os arranjos tinham o clima dos anos 70. O destaque foi a faixa “Let’s Get Started”. Outra música deste disco que vale a pena é “Follow The Brightest Star”. Infelizmente, no mesmo ano, o grupo se desfez.

PLANET ROCK – CLÁSSICO DANÇANTE DOS ANOS 80

Afrika Bambaataa - Planet RockKevin Donovan é o verdadeiro nome do DJ Afrika Bambaataa. Adotou esse nome inspirado em um chefe zulu do século XIX. Por volta de 1977, começou a organizar festas e campeonatos de dança em Nova York. Entre 1980 e 1981, produziu vários singles. Em junho de 1982, após assinar com a Tommy Boy Records, Afrika Bambaataa lançou o clássico “Planet Rock” com o grupo The Soul Sonic Force, que rapidamente entrou nas paradas de sucesso.

Tendo Arthur Baker como co-produtor, “Planet Rock” foi inspirado no ritmo de “Trans-Europe Express”, do grupo Kraftwerk. Tornou-se um dos maiores clássicos do hip-hop, como “Rapper’s Delight” e “The Message”, gravados respectivamente por Sugarhill Gang (1979) e Grandmaster Flash (1982).

Afrika Bambaataa deixou a Tommy Boy Records em 1986, depois de lançar uma compilação de remixes de “Planet Rock”. Foi para a Capitol Records, contando com a colaboração de George Clinton, UB40, Bootsy Collins e Boy George. Durante os anos 90, gravou de forma irregular. Recentemente apresentou-se no Brasil, mostrando que está em forma.

Entre os artistas influenciados pelo Kraftwerk, Afrika Bambaataa foi o que mais se destacou, e “Planet Rock” virou música base para inúmeros grupos. Muito do que se produziu de funk e hip-hop nos últimos tempos, tem sua influência.