LENTINHA DE NOVELA

Lane BrodyEm 1984, um tema romântico da novela “Amor Com Amor Se Paga”, da Rede Globo, fez bastante sucesso. A música era “Over You”, gravada por Lane Brody.

Essa música foi lançada em 1983, sendo indicada ao Oscar de melhor canção ao fazer parte da trilha do filme “Tender Mercies” (A Força do Carinho). Perdeu para “Flashdance”, interpretada por Irene Cara. Brody gravou outros sucessos nos Estados Unidos, que não tocaram por aqui. Ela começou a carreira cantando jingles para o rádio e TV. Também participou como atriz de seriados na TV americana.

Quer encontrar “Over You” em CD? Até o momento é necessário juntar alguns dólares e importá-lo, porque essa música ainda não foi lançada em versão digital no Brasil. É até possível encontrá-la em CDs de coletâneas, mas gravada de vinil.

PILOT – GET UP AND GO

Pilot - Get Up And GoO grupo Pilot foi criado em 1973 na Escócia, fazendo um Pop-Rock típico dos anos 70. Inicialmente era formado David Paton, Billy Lyall e Stuart Tosh. Tempos depois Ian Bairnson se juntou à banda. Lançaram quatro álbuns. Seus maiores sucessos no exterior foram “Just a Smile”, “January”, “Call Me Round” e “Magic”.

O nome do grupo surgiu durante a gravação do primeiro álbum, fazendo uma mistura de letras com o sobrenome dos três primeiros componentes. O Pilot teve Alan Parsons como produtor.

A primeira música a tocar no Brasil foi “Canada”, lançada em 1976, no álbum Morin Heights, último a ser gravado com a formação original. Talvez não tenha emplacado nas paradas internacionais por ter ficado estranho uma banda escocesa cantar as maravilhas do Canadá.

Em 1977, outra música tocou bastante nas rádios brasileiras: a ótima “Get Up And Go”, do álbum Two’s A Crowd. Apesar de ser o melhor disco do Pilot, não colocou nenhuma faixa nas paradas de sucesso. Aliás, suas coletâneas não têm sequer uma faixa deste disco, que acabou se tornando o mais raro do grupo.

Em junho passado, Two’s A Crowd foi relançado numa edição limitada em CD no Japão, país onde se acha tudo ( ou quase ) em matéria de raridades musicais.

No final dos anos 70, o Pilot se desfez, mas seus membros continuaram na ativa: Ian Bairnson continuou tocando com Kate Bush, Sting, Alan Parsons, Kenny Rodgers e Stanley Clarke; David Paton trabalhou com Elton John, Jimmy Page, Rick Wakeman, Camel, The Alan Parsons Project, entre outros; Stuart Tosh se juntou à banda 10CC; Billy Lyall fez parte do grupo Dollar, e faleceu em 1989 devido a complicações decorrentes da AIDS.

O Pilot foi um bom grupo, porém acabou ficando desconhecido pelo grande público.

SATISFACTION – 40 ANOS

Satisfaction 40 anosOs Rolling Stones estão em plena atividade. Inclusive há poucos dias começaram uma nova turnê pelos E.U.A. que deve percorrer o Canadá, América do Sul e Europa. Também acabaram de lançar o álbum A Bigger Bang, considerado um dos melhores discos da banda nas últimas décadas.

Além disso, é possível encontrar os sucessos que a banda emplacou nos anos 60, 70, 80 e 90 em gravações remasterizadas em CDs e vários momentos ao vivo em DVDs. Mas como o papo aqui é sobre velharia, nada melhor do que ouvir o super-clássico “Satisfaction” no compacto simples visto acima, lançado em 1965, quando a música estourava nas paradas de sucesso e abria as portas dos Rolling Stones nos Estados Unidos. Este compacto foi editado no Brasil pelo selo London e distribuído pela Odeon. O lado B trazia a faixa “Mercy, Mercy”. Ambas fizeram parte do antológico álbum Out Of Our Heads.

Ouvir essas gravações, feitas ainda em mono, no vinil da época é uma verdadeira viagem no tempo. Sensação que nenhum CD ou DVD jamais poderão trazer.

SÓ OS PRIMEIROS LUGARES

Que tal uma volta no tempo pra sabermos que músicas ocupavam o primeiro lugar na parada Hot 100 americana no dia de hoje (16/09) nos anos 70, 80 e 90? Algumas são desconhecidas por aqui, mas a maioria tocou bastante. Vamos lá:

1970 – “Ain’t No Mountain High Enough” – Diana Ross
1971 – “Go Away Little Girl” – Donny Osmond
1972 – “Black & White” – Three Dog Night
1973 – “Delta Dawn” – Helen Reddy
1974 – “Can’t Get Enough Of Your Love Babe” – Barry White
1975 – “Fame” – David Bowie
1976 – “Play That Funky Music” – Wild Cherry
1977 – “Best Of My Love” – The Emotions
1978 – “Boogie Oogie Oogie” – Taste Of Honey
1979 – “My Sharona” – The Knack
1980 – “Upside Down” – Diana Ross
1981 – “Endless Love” – Diana Ross & Lionel Richie
1982 – “Jack & Diane” – John Cougar
1983 – “Maniac” – Michael Sembello
1984 – “Missing You” – John Waite
1985 – “Money For Nothing” – Dire Straits
1986 – “Stuck With You” – Huey Lewis and the News
1987 – “I Just Cant Stop Loving You” – Michael Jackson & S. Garrett
1988 – “Sweet Child O Mine” – Guns N’ Roses
1989 – “Don’t Wanna Lose You” – Gloria Estefan
1990 – “Release Me” – Wilson Phillips
1991 – “I Adore Mi Amor” – Color Me Bad
1992 – “End Of The Road” – Boyz II Men
1993 – “Dreamlover” – Mariah Carey
1994 – “I’ll Make Love To You” – Boyz II Men
1995 – “Gangsta’s Paradise” – Coolio
1996 – “Macarena” – Los Del Rio
1997 – “Honey” – Mariah Carey
1998 – “I Don’t Want To Miss A Thing” – Aerosmith
1999 – “Unpretty” – TLC

SÉRIE MÚSICAS EM DUPLA

XanaduA série Músicas em Dupla agora destaca Olivia Newton-John em três momentos.

Na trilha sonora do filme Xanadu, lançado em 1980, Olivia e o também britânico Cliff Richard nos brindaram com “Suddenly”, belíssimo tema romântico de grande sucesso, sendo uma das melhores músicas do gênero nos anos 80.

Na mesma trilha sonora, Olivia Newton-John gravou a faixa-título do filme junto com a Electric Light Orchestra. Música de altíssimo astral e literalmente eletrizante.

Ainda em 1980, ela voltou a fazer par romântico no último disco lançado por Andy Gibb, chamado After Dark. A música em questão é a lentinha “I Can’t Help It”, não muito conhecida por aqui mas que chegou ao oitavo lugar na parada pop da Billboard. Essa também não pode faltar numa seleção de músicas lentas.